Twitter Siloé

O Pecado

 Se Deus nos ama com um amor infinito e pessoal, porque não sentimos e muitas vezes até duvidamos desse amor? Porque então o mundo não é um mar de rosas, onde tudo é harmonia, paz e justiça? A explicação nos vem do primeiro Livro da Bíblia: (Gn 3,1-19).

O pecado de Adão e Eva foi uma afronta direta ao Senhor, uma desobediência a sua santa vontade, por meio desse pecado dos nossos primeiros pais, toda a humanidade se torna pecadora e já nasce envolvida pelo Pecado Original. Por isso mesmo a Igreja pede que as crianças sejam batizadas assim que nascem para que lhes seja apagada a mancha do Pecado Original.

O pecado é o maior mal que pode existir na face da Terra e a maior desgraça que alguma alma pode sofrer, uma verdadeira tragédia. Infelizmente nos dias de hoje o pecado é algo em que quase ninguém fala mais. Tudo se tornou permitido, principalmente aquilo que é proibido, nada mais parece ser pecado aos olhos da sociedade.

Como nos dizia o Papa Pio XII: “O maior pecado de hoje é que os homens perderam a sentido do pecado”. Ao contrário do que o mundo procura esconder, o pecado traz consequências desastrosas para uma alma:
-Priva a alma da Graça e da Amizade de Deus;
-Faz com que ela perca o Paraíso;
-Priva-a dos méritos adquiridos e faz com que ela seja incapaz de adquirir novos méritos;
-Faz com que se torne escrava do demônio;
-Faz com que mereça o inferno e também castigos nesta vida.
Ou seja, o pecado é uma tragédia para a humanidade.

É preciso que tenhamos a consciência de que só Deus pode resolver o grave problema do pecado, o homem necessita da Graça de Deus na luta contra esse mal. Se faz necessário o homem reconhecer o seu pecado e pedir ao Senhor que lhe faça ter aversão a toda forma de afronta a Deus.

Pecado é diferente de Tentação. É importante diferenciar, já que as tentações todos vivemos, o próprio Jesus foi tentado por 40 dias e 40 noites mas, por meio da oração, do jejum e da penitência, venceu todas elas. Todos nós seremos constantemente bombardeados de tentações, mas se estivermos unidos ao Senhor, teremos força para resistir e dizer não ao pecado.

Quanto aos nossos pecados, devemos pedir ao Senhor que nos dê a graça de um arrependimento sincero, e mova o nosso coração a uma verdadeira conversão, para que arrependidos, possamos romper definitivamente com o pecado. Digamos como São Domingos Sávio: “Antes morrer do que pecar.” Nos inspiremos ainda em Santo Agostinho que nos dizia: “O pecado é o motivo da tua tristeza, deixa que a santidade seja o motivo de tua alegria”. Que a nossa motivação seja sempre agradar ao Senhor, fazer a sua santa vontade, sermos obedientes a sua Palavra aos seus ensinamentos, a sua voz.

Outras Formações

Leia a Bíblia Sagrada online